Foto: Floriano Lima
Acadêmicas recém-graduadas em Engenharia Florestal são aprovadas em programas de mestrado
Abaixo você confere uma breve entrevista com as estudantes Vitória Nádia Fonseca e Anthoinny Vittória.

As acadêmicas recém-graduadas Vitória Nádia Fonseca e Anthoinny Vittória dos Santos, de Engenharia Florestal, foram aprovadas em programas de pós-graduação (mestrado) em diversas universidades ao redor do país. As alunas ingressaram na Ueap em 2016 e concluíram o curso recentemente.

Anthoinny Vittória dos Santos Silva, orientada pelo Prof. Dr. Jadson Abreu, foi aprovada em dois programas de mestrado, passou no mestrado em ciência florestal da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, em Diamantina (MG), neste em primeiro lugar; também passou no mestrado em Engenharia Florestal da Universidade Federal do Paraná. 

A acadêmica Vitória Nádia Fonseca foi aprovada no mestrado em Engenharia Florestal também no Paraná, essa é orientada da Dra. Zenaide Palheta Miranda. 

Abaixo, você confere uma breve conversa com as alunas sobre desenvolvimento acadêmico e expectativas de carreira.

 

  • Qual a área de pesquisa que vc vai atuar no mestrado? E onde será?

 

VITÓRIA NÁDIA - Irei atuar na linha de Conservação da natureza pelo Programa de Pós-graduação em Engenharia Florestal da Universidade Federal do Paraná.

ANTHOINNY VITTÓRIA - Atuação no manejo de precisão, com uma possível pesquisa voltada para dados florestais aqui do estado do Amapá. 

 

 

  • Conte um pouco a sua experiência na UEAP e a importância dela para a sua formação profissional.

VN - Eu ingressei na UEAP em 2016, por influência do meu avô que é engenheiro florestal também. Na universidade eu fui bolsista de iniciação científica desde o segundo ano de graduação, onde fui orientada por professores como o Dr. Anderson Pedro, Dr. Jadson Abreu e a Doutora Zenaide Miranda, que também é minha orientadora no TCC. Atualmente, estou finalizando meu período como bolsista de extensão, especificamente no fortalecimento da extensão da UEAP. Essas foram oportunidades que agregaram muito na minha formação, pois me permitiram desenvolver projetos muito importantes para o Estado, participei de diversos congressos apresentando trabalhos e, junto com minha amiga Isabelly Guabiraba, fui selecionada para representar o Amapá como colaboradora voluntária do IUFRO 2019.

AV - Ingressei na UEAP no ano de 2016. No ano de 2017, comecei a atuação como bolsista de iniciação científica na área de Fitopatologia Florestal, levei dois trabalhos para fora do país, Peru (2017) e Costa Rica (2018), com o auxílio da UEAP, desde o ano 2019, até atualmente, atuo nas pesquisas no manejo florestal fazendo aplicação de diferentes técnicas (como redes neurais artificiais, máquina de vetor de suporte e modelos mistos) para estimativa de dados de importância florestal.  A Universidade teve um importante papel na minha formação através do seu corpo docente e as bolsas de iniciação científicas, sou extremamente grata. 

 

 

  • Você planeja o futuro após concluir o mestrado? Pretende seguir carreira acadêmica ou prefere exercer outro tipo de atuação?

 

VN - Mesmo diante da constante desvalorização da pesquisa e dos profissionais de ensino, seguir carreira acadêmica sempre foi meu sonho desde que entrei na UEAP, portanto, pretendo seguir para um doutorado e, quem sabe, um dia retornar para minha universidade como docente. Entretanto, acredito que não devemos nos privar de seguir outros caminhos.

AV - Com certeza eu planejo, todavia, como a vida não segue comportamento linear, provavelmente terá influência dos concursos futuros que saírem para a área, então irei agarrar as oportunidades que me surgirem. Porém, tenho sonho de seguir na carreira acadêmica e posteriormente virar docente na área. 

 

 

  • Se puder, deixe um recado para os estudantes que estão começando no curso de engenharia florestal.

 

VN - Não deixem que o medo os façam perder oportunidades! Temos um curso com corpo docente muito dedicado à pesquisa e, a universidade em si, nos traz uma infinidade de oportunidades da qual nós podemos e devemos usufruir, como as bolsas de iniciação científica, extensão, monitoria, auxílios para participar de congressos nacionais e internacionais. Então, façam proveito de tudo que a universidade tem a nos oferecer! 

AV - Aos atuais estudantes na área meu conselho é: aproveitem todas as oportunidades que a universidade tem a oferecer, o seu corpo docente, as bolsas, as oportunidades de viagens…  o curso é muito múltiplo, com diferentes áreas, então tentem buscar as inovações. E não esqueçam, é claro, de curtir essa incrível jornada que é a Engenheira Florestal. 

 

 

 

Publicado em: Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2021 por Assessoria de Comunicação - ASCOM
Campus I
Av. Presidente Vargas, nº 650
Centro | CEP: 68.900-070
Macapá - AP
Campus Graziela
Av. Duque de Caxias, 60
Centro| CEP: 68900-071
Macapá - AP
Setor Administrativo
Av. 13 de Setembro, 1720
Buritizal | CEP: 68902-865
Macapá - AP
Campus Território dos Lagos
Av. Desidério Antônio Coelho, 470
Sete Mangueiras | CEP: 68950-000
Amapá - AP
NTE - Núcleo Tecnológico
Av.: 13 de Setembro, 2081
Buritizal | CEP 68902-865
Macapá - AP
Copyright © 2022. Portal Universidade do Estado do Amapá.
(96) 2101-0506
ueap@ueap.edu.br