Foto: Floriano Lima
Docente da UEAP é contemplado em edital com projeto de desenvolvimento de material sustentável para construção civil

Com o projeto "Compatibilidade entre cimento de fibras de resíduos agroflorestais da Amazônia visando a produção de biocompósitos", o Dr. Tiago Marcolino de Souza, do Colegiado de Engenharia Química, foi contemplado pelo edital de fomento do Programa Primeiros Projetos (PPP), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amapá (Fapeap). O programa é fruto de uma parceria entre a Fapeap e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Tiago é bacharel em Física e doutor em Ciência e Engenharia de Materiais. Por meio do PPP, ele coordenou e propôs o projeto à Fapeap, contando com a participação em equipe de outros três doutores: Lina Bufalino (UEAP), Nilson dos Santos Ferreira (Unifap), Wardsson Lustino Borges (Embrapa).

O projeto receberá recursos para equipar um novo laboratório que o professor pretende instalar na UEAP para o desenvolvimento de materiais sustentáveis, o Núcleo de Engenharia de Materiais Sustentáveis (NEMaS), com a aquisição de materiais permanentes (balança, destilador, condutivímetro, capela de exaustão, etc.) e materiais de consumo. A implementação do novo laboratório servirá também para dar suporte aos projetos de três mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais que são orientados dos pesquisadores.

Além do auxílio ao desenvolvimento acadêmico, Tiago vê no projeto uma grande possibilidade de impacto social positiva. "Os biocompósitos em questão são materiais ecologicamente sustentáveis que utilizaremos para a produção de painéis para aplicação na construção civil", explicou. Ele pretende pesquisar as compatibilidades entre misturas de cimento com fibras de resíduos agroflorestais, tais como serragens, materiais comumente descartados por madeireiras e serrarias, além de fibras de árvores como o açaí.

Segundo o pesquisador, a mistura desses resíduos com o cimento abrange vantagens tanto tecnológicas – um novo produto a ser lançado no mercado nacional – como socioambientais. "A vantagem ambiental é que vamos utilizar materiais que são descartados (resíduos) e, em relação ao aspecto social, a vantagem é que esses painéis são de fácil produção e poderiam ser fabricados por cooperativas ou pequenos empresários".

Neste ano de 2017, o Programa Primeiros Projetos da Fapeap contemplou 15 projetos de doutores recém-formados, isto é, com no máximo cinco anos de conclusão do doutoramento. O edital privilegiou estudos sobre arranjos estruturais de políticas públicas para o desenvolvimento econômico do Estado do Amapá nas áreas de Produção de Alimentos (agricultura, pecuária, pesca); Produção Florestal; Produção Mineral; Energia, Petróleo e Gás.

Publicado em: Sexta-feira, 21 de Julho de 2017 por Assessoria de Comunicação - ASCOM
Campus I
Av. Presidente Vargas, nº 650
Centro | CEP: 68.900-070
Macapá - AP
Campus Graziela
Av. Duque de Caxias, 60
Centro| CEP: 68900-071
Macapá - AP
Campus Administrativo
Av. 13 de Setembro, 1720
Buritizal | CEP: 68902-865
Macapá - AP
Campus Território dos Lagos
Av. Desidério Antônio Coelho, 470
Sete Mangueiras | CEP: 68950-000
Amapá - AP
NTE - Núcleo Tecnológico
Rua General Rondon, 1207
Centro | CEP: 68.900-082
Macapá - AP
Copyright © 2018. Portal Universidade do Estado do Amapá.
(96) 2101-0506
ueap@ueap.edu.br