Foto: Floriano Lima
UEAP deixa 2017 com previsão de liquidar dívidas

No ano em que completa 12 anos de criação, a Universidade do Estado do Amapá (UEAP) tem bons motivos para comemorar. A boa notícia é que o ano de 2018 pode começar com o balanço financeiro positivo. Isso significa que o total de receitas e ativos da universidade se aproxima do total de despesas, o que não acontecia desde 2014.

Segundo análise da Divisão de Planejamento, a dívida da UEAP caiu de R$ 4 milhões em 2014 para menos de R$ 300 mil no último semestre de 2017. A expectativa é que, com o repasse de 2018, a Universidade liquide suas dívidas e comece a operar em saldo positivo.

Para Rafael Antunes, chefe da Divisão de Planejamento (DIPLAN), resolver o problema da dívida foi um passo crucial para o melhor funcionamento da universidade.É como qualquer pessoa inadimplente: se você tem muita dívida, isso afugenta os credores, você fica com o nome ‘sujo’ e começa a ter dificuldades para firmar contratos”.

 

CRISE NACIONAL – Grande parte das universidades públicas brasileiras enfrentam graves crises financeiras por conta da insuficiência de repasses dos governos e das dívidas acumuladas, caso que implicou em paralisação de semestres letivos inteiros. “Nos últimos 3 anos todas as Universidades, com maior destaque para as estaduais, sentiram muito esse impacto da crise, a exemplo da UERJ e UFRN, que estão com salários atrasados até hoje”, revelou o reitor da UEAP, professor Perseu da Silva Aparício. “Nosso maior objetivo era que a UEAP não ficasse presa em dívidas para garantir que em 2018 o repasse seja usado para investir e não só para pagar, isso se deve muito ao Governo do Estado que honrou o compromisso com os repasses e nos possibilitou planejar a execução financeira com projeções sólidas de crescimento”.

A intenção é deixar as contas em dia para que no próximo quadriênio a UEAP suporte a expansão que chegará com a construção de novos prédios e do novo Campus JK. A principal medida adotada para equilibrar as contas veio com a adequação entre o que foi efetivamente repassado pelo Governo e os gastos executados. Segundo o Rafael Antunes, “a UEAP gastou apenas o que recebia e não mais com base no orçamento previsto, com isso conseguimos liquidar o débito com nossos fornecedores e diminuir a dívida”, explicou.

São medidas que a gestão da UEAP tomou para se ajustar à Lei de Responsabilidade Fiscal, que exige dos gestores públicos o equilíbrio nas contas e no índice de endividamento dos órgãos. “A execução foi positiva em relação ao repasse em 2017, isso significa que o endividamento da UEAP chegou próximo a zero e deve se extinguir em breve”, detalhou o reitor da UEAP, Perseu Aparício.

Publicado em: Segunda-feira, 08 de Janeiro de 2018 por Assessoria de Comunicação - ASCOM
Campus I
Av. Presidente Vargas, nº 650
Centro | CEP: 68.900-070
Campus Graziela
Av. Duque de Caxias, 60
Centro| CEP: CEP: 68900-071
NTE - Núcleo Tecnológico
Rua General Rondon, 1207
Centro | CEP: 68.900-082
Copyright © 2018. Portal Universidade do Estado do Amapá.
(96) 2101-0506
ueap@ueap.edu.br