Foto: Floriano Lima
Cinthia Pereira torna-se a primeira servidora técnica da Ueap com título de doutorado
Engenheira florestal é formada pela Ueap e optou por continuar na área acadêmica, um traço notável dos egressos da instituição.

Uma ótima notícia para a comunidade acadêmica. Drª Cinthia Pereira, analista do laboratório de geoprocessamento, tornou-se a primeira servidora do quadro efetivo de técnicos da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) a concluir doutoramento, tese defendia em 26 de fevereiro próximo passado. Pereira é engenheira florestal e fez sua pós-graduação na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

É muito gratificante, tanto eu ser formada pela casa, quanto poder retornar e contribuir com a universidade”, afirma a servidora, que tem a Ueap como alma mater, onde se graduou em 2012 pelo colegiado de Engenharia Florestal.

 

A trajetória acadêmica da servidora é de rápida ascensão: em 2013 ingressou no mestrado e dois anos depois encaixou o projeto de doutoramento na mesma linha de pesquisa. “Minha pesquisa de mestrado foi na área de análises espaciais de desmatamento e recobrimento da vegetação. Trabalhei na caatinga em Pernambuco. No doutorado pesquisei através de imagens a laser para fazer quantificação de carbono, o que permite a avaliação do comportamento de uma floresta, uma determinada vegetação”, explicou.

 

Na Ueap, Cinthia Pereira atua como analista em geoprocessamento e georreferenciamento, ciências de mapeamento e análise de dados geográficos dos diversos tipos de terrenos, áreas que são empregadas nos currículos de graduações como Engenharia Florestal e Engenharia Ambiental, ambas ofertadas pela Universidade do Estado.

 

VIDA ACADÊMICA – Em levantamento publicado pela Assessoria de Comunicação da Ueap em 2016, constatou-se que em alguns colegiados a maioria dos egressos da Ueap optaram por dar continuidade à vida acadêmica por meio de programas de pós-graduação. Neste sentido, destaca-se o colegiado de Engenharia Química, que à altura do levantamento de 2016 informou que 11% dos seus graduados atuavam no mercado de trabalho, em especial no setor de petróleo e gás, enquanto 89% buscou colocação na área acadêmica da pesquisa.

 

Mais recentemente, em 2018, quatro concluintes de Engenharia de Pesca da UEAP - Adriani Monteiro, Wane Picanço, Diego Rangel e Yago Esteves - foram aprovados no Programa de Pós-Graduação em Aquicultura e Desenvolvimento Sustentável (PGADS), em curso de mestrado ofertado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Publicado em: Quinta-feira, 14 de Março de 2019 por Assessoria de Comunicação - ASCOM
Campus I
Av. Presidente Vargas, nº 650
Centro | CEP: 68.900-070
Macapá - AP
Campus Graziela
Av. Duque de Caxias, 60
Centro| CEP: 68900-071
Macapá - AP
Setor Administrativo
Av. 13 de Setembro, 1720
Buritizal | CEP: 68902-865
Macapá - AP
Campus Território dos Lagos
Av. Desidério Antônio Coelho, 470
Sete Mangueiras | CEP: 68950-000
Amapá - AP
NTE - Núcleo Tecnológico
Av.: 13 de Setembro, 2081
Buritizal | CEP 68902-865
Macapá - AP
Copyright © 2019. Portal Universidade do Estado do Amapá.
(96) 2101-0506
ueap@ueap.edu.br